Tudo começou com um vestido azul!

Num bairro pobre da cidade morava uma garotinha linda. Sua mãe não era muito cuidadosa e a menina quase sempre aparecia suja na escola, com roupas velhas e maltratadas.

O professor olhava para a menina e pensava: “Como uma menina tão bonita pode ser assim, mal cuidada?“. Foi então que decidiu comprar um vestido novo para a menina. Passou na loja, viu um lindo vestido azul, comprou-o e deu-o de presente a ela que, de tanta alegria vestiu-o na mesma hora.

Quando a mãe viu a filha naquele lindo vestido azul, decidiu cuidar melhor da menina, e passou a lhe dar banho todos os dias, pentear seus cabelos, cortar suas unhas, e tudo mais.
No final da semana, o pai falou:

 Mulher, você não acha uma vergonha que nossa filha, sendo tão bonita e bem arrumada, more em um lugar como este, caindo aos pedaços? Que tal nós nos arrumarmos também e aproveitarmos para ajeitar a casa que precisa de consertos urgentes? Você cuida da parte de dentro da casa, e eu, nas horas vagas, vou pintar as paredes, consertar a cerca e plantar um jardim.

Em pouco tempo, a casa se destacava na vila pela beleza das flores que enchiam o jardim, e pelo cuidado em todos os detalhes. Os vizinhos ficaram envergonhados por morar em casas descuidadas e resolveram também arrumar as suas casas, plantar flores, e usar toda sua criatividade. Em pouco tempo, o bairro todo estava transformado.

Um homem, que acompanhava os esforços e as lutas daquela gente, foi até o prefeito e saiu da conversa com autorização para formar uma comissão para estudar os melhoramentos necessários ao bairro. A rua, de barro e lama, foi substituída por asfalto e calçadas de pedra. Os esgotos a céu aberto foram canalizados e o bairro ganhou ares de cidadania.

E tudo começou com um vestido azul!

Esta folha em branco é um “presente”.

Certo dia um professor aplicava uma prova na faculdade. Faltavam poucos minutos para terminar o horário estabelecido para finalizá-la quando um rapaz levantou o braço e perguntou:

 Professor! Pode me dar uma folha em branco, por favor?
O Professor então levou a folha até ele e perguntou-lhe porque queria mais uma folha em branco. E o aluno respondeu:

– Enquanto respondia as questões, rabisquei tudo, fiz uma confusão danada em algumas respostas, mas quero “passá-la a limpo” antes de entregá-la.

Moral da história: Todos os dias quando acordamos, recebemos da vida uma nova folha em branco. Talvez tenhamos preenchido algumas com rabiscos, confusões, tentativas frustradas, ou até deixado algumas delas em branco, quem sabe? Pode até ser que tenhamos decidido amassar algumas folhas e jogá-las na lixeira, optando pela ociosidade, gastando nosso tempo inutilmente.

Não importa a idade, condição financeira, religião, condição física… Este é o momento de tomar essa nova página em branco em nossas mãos e passar a vida a limpo. Não se preocupe em tirar nota dez ou ser o primeiro da turma; preocupe-se apenas em fazer o melhor que puder. Na redação final não poupe as palavras: dignidade, amizade, amor, fraternidade, ética, honestidade, sabedoria, esperança e fé.

Esta folha em branco é um “presente” que é lhe dado todos os dias, por isso, não a amasse nem rabisque de forma inconsequente, mas use-a com coragem e sabedoria.

Como está se sentindo agora?

Sempre que o menino conversava com seu pai, reclamava de um colega de escola:
 – Pai, se eu pudesse, eu acabava com esse cara! Ele é muito “mala”! Gostaria muito que ele ficasse doente pra não ir à escola.

Quero que você jogue todo o carvão em direção à camiseta, até o último pedaço. Daqui a pouco eu volto.
Como está se sentindo agora?
– Ah, cansado, mas feliz porque acertei muitos pedaços de carvão na camisa. 
Filho, vem cá. Quero te mostrar uma coisa…


Filho, você percebeu que a camisa quase não sujou, mas olhe só para você. Está imundo! Assim funciona o mal que desejamos às pessoas. Por mais que tentemos prejudicá-las ou atrapalhá-las com nossos pensamentos, palavras, atos e atitudes, a maior sujeira, os resíduos, os respingos e a fuligem ficam sempre em nós mesmos.


Seja a paz que você quer ver no mundo!

Um bem sucedido empresário gritou com um diretor da sua empresa, porque estava com raiva, naquele momento. O diretor, chegando em casa, reclamou com sua esposa, acusando-a de gastar demais, porque havia um bom e farto almoço à mesa. 

Sua esposa gritou com a empregada que quebrou um prato. A empregada chutou o cachorrinho no qual tropeçara. O cachorrinho saiu correndo e mordeu uma senhora que ia passando pela rua, porque estava atrapalhando sua saída pelo portão. 

Essa senhora foi à farmácia para tomar vacina e fazer um curativo e irritou-se com o farmacêutico, porque a vacina doeu ao ser aplicada. O farmacêutico, chegando à casa, gritou com sua mãe, porque o jantar não estava do seu agrado. 
Sua mãe, tolerante, um manancial de amor e perdão, afagou seus cabelos e beijou-o na testa, dizendo-lhe: 

As pessoas são muito mais do que os seus erros e acertos.

Quando eu ainda era criança, minha mãe gostava de fazer um lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar. Eu me lembro especialmente de uma noite quando ela fez um lanche desses, depois de um dia de trabalho muito duro.

 Naquela noite, minha mãe pôs à mesa café, leite, geleia, manteiga e umas torradas muito queimadas. Eu fiquei esperando pra ver se alguém notava o fato, mas tudo o que meu pai fez foi pegar a sua torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar como tinha sido o meu dia na escola.
 Eu não sei o que respondi, mas me lembro de ficar olhando para ele lambuzando a torrada com manteiga e geleia e engolindo cada pedacinho da torrada.
 Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por haver queimado a torrada. E eu nunca esquecerei o que ele respondeu:
 – Amor, eu adoro torrada queimada…

Os cinco arrependimentos mais comuns das pessoas antes de morrer:

Bronnie Ware, uma enfermeira especialista em cuidados paliativos e doentes terminais, e que cuidou durante muitos anos de pacientes em seus últimos meses de vida, reuniu em seu livro “Confissões Honestas e Francas de Pessoas em Seus Leitos de Morte“, os cinco arrependimentos mais comuns das pessoas antes de morrer:

 1. Eu gostaria de ter tido a coragem de viver a vida que eu quisesse, não a vida que os outros esperavam que eu vivesse.
“Esse foi o arrependimento mais comum. Quando as pessoas percebem que a vida delas está quase no fim e olham para trás, é fácil ver quantos sonhos não foram realizados. A maioria das pessoas não realizou nem metade dos seus sonhos e têm de morrer sabendo que isso aconteceu por causa de decisões que tomaram, ou não tomaram. A saúde traz uma liberdade que poucos conseguem perceber, até que eles não a têm mais.”

Pato ou Águia?

Pato ou Águia? Você decide. Esta é a história do Renato, um taxista, narrado por um cliente.
"Eu estava no aeroporto quando um taxista se aproximou. A primeira coisa que notei foi um táxi limpo e brilhante. O motorista bem vestido, camisa branca e calças bem passadas, com gravata. O taxista saiu, me abriu a porta e disse: 
Eu sou Renato, seu chofer. Enquanto guardo sua bagagem, gostaria que o senhor lesse neste cartão qual é a minha missão.
No cartão estava escrito: Missão de Renato: Levar meus clientes a seu destino de forma rápida, segura e econômica, oferecendo um ambiente amigável. Fiquei impressionado. 
O interior do táxi estava igualmente limpo. Renato me perguntou: 
- O sr. aceita um café?
Brincando com ele eu disse: - Não, eu prefiro um suco. 
Imediatamente ele respondeu: - Sem problema. Eu tenho uma térmica com suco normal e também diet, bem como água. Também me disse: 

“Pegue a vaquinha, leve-a até o precipício e empurre-a lá para baixo”.

Um Mestre da sabedoria passeava por uma floresta com seu jovem discípulo, quando avistou ao longe um sítio de aparência pobre, e resolveu fazer uma breve visita.
Chegando ao sítio constatou a pobreza do lugar, sem acabamento, casa de madeira e os moradores, um casal e três filhos, vestidos com roupas sujas e rasgadas. Aproximou-se do senhor, que parecia ser o pai daquela família, e perguntou: “Neste lugar não há sinais de pontos de comércio, nem de trabalho. Como vocês sobrevivem”? Calmamente veio a resposta:
“Meu senhor, temos uma vaquinha que nos dá vários litros de leite todos os dias. Uma parte nós vendemos ou trocamos na cidade mais próxima por outros gêneros de alimentos. Com a outra parte fazemos queijo, coalhada, etc., para o nosso consumo… e assim vamos sobrevivendo”.
O Mestre agradeceu a informação, contemplou o lugar por uns momentos, despediu-se e foi embora. No meio do caminho, em tom grave, ordenou ao seu fiel discípulo:
“Pegue a vaquinha, leve-a até o precipício e empurre-a lá para baixo”.
Em pânico, o jovem ponderou ao Mestre que a vaquinha era o único meio de sobrevivência daquela família. Percebendo o silêncio do Mestre, sentiu-se obrigado a cumprir a ordem. Assim, empurrou a vaquinha morro abaixo, vendo-a morrer.
Essa cena ficou marcada na memória do jovem durante alguns anos. Certo dia, ele decidiu largar tudo o que aprendera e voltar ao mesmo lugar para contar tudo àquela família, pedir perdão e ajudá-los.
Quando se aproximava, avistou um sítio muito bonito todo murado, com árvores floridas, carro na garagem e algumas crianças brincando no jardim. Ficou desesperado imaginando que aquela humilde família tivera que vender o sítio para sobreviver. Apertou o passo e ao chegar lá foi recebido por um caseiro simpático, a quem perguntou sobre a família que ali morou há alguns anos.

Os melhores sites de imagens gratuitas que você tem que conhecer!

Ok, você criou um texto ótimo, está legivel e tudo, mas e agora? Onde achar uma imagem legal para ilustrar os posts? Como você já sabe, colocar imagens nos seus posts de blog e de redes socias é muito bom para atrair a atenção dos seus seguidores e gerar mais engajamento, além de uma ajudinha no raqueamento.
Mas calma, você não precisa se desesperar e sair com o seu celular tirando fotos do que aparecer pela frente. E nem fazer um curso completo de design gráfico (pessoalmente, eu até tentei, mas continuo um desastre com os Photoshops da vida).
Foi pensando nesses problemas que criamos uma incrível lista com os melhores sites de imagens gratuitas em que você pode encontrar imagens free ou com licença Creative Commons (para usar do jeito que você quiser, sem ficar se preocupando com copyright, direitos autorais e essas coisas).

O Círculo Dourado: o segredo dos grandes líderes para inspirar seus apoiadores

A ideia do círculo de ouro começou com o inglês Simon Sinek e ficou conhecida quando o mesmo publicou o livro “Starts With Why”, que aqui no Brasil foi lançado com o nome de “Por Quê? – Como Grandes Líderes Inspiram Ação”. Desde então muitos publicitários e profissionais de marketing tem utilizado a metodologia do autor para analisar as campanhas dos concorrentes e as que eles mesmos produzem.
Agora você dever estar se perguntando: círculo dourado? Mas como assim? Que coisa é essa? É de comer?

Vamos começar do começo: o que é o círculo dourado?

As 03 perguntas de Peter Drucker

Qual é o seu negócio?

O que você esta tentando fazer?

O que o diferencia dos demais?


Acrescento.

Qual sua definição de resultado?

Quais são suas principais competências? E o que elas tem a ver com os resultados?


Gilvandro O. da Silva


Quantas maneiras uma empresa tem para aumentar seu faturamento?



1) Aumentar o mercado de atuação – Basicamente, significa fazer com
que pessoas que nunca compraram da sua empresa passem a
considerá-la para possíveis compras. Isso é feito de duas maneiras:

1.a) Segmentando seus clientes – As segmentações mais comuns são
por áreas geográficas (representantes geralmente trabalham assim –
cada um tem uma área pré-definida), por perfil psicográfico
(comportamento), demográfico (sexo, idade, renda, etc.) ou de
consumo (curva ABC, canais de venda). Uma vez definida a melhor
forma de segmentar seus consumidores, a empresa busca ampliar
esses segmentos ou mudar de segmento, lançando novos
produtos/serviços.

1.b) Definindo seu posicionamento – Existem seis tipos básicos: por
preço/custo baixo, excelência de produto ou serviço, facilidade de
acesso/conveniência, serviços de valor agregado, experiência do
consumidor e branding. O posicionamento é o que define a Proposta
Única de Valor (PUV) da empresa. Uma boa PUV é definida
respondendo a uma simples pergunta: “Por que o cliente compra de
nós, e não do concorrente?”. Teoricamente, todo mundo em uma
companhia deveria saber responder isso, mas, acredite, não é o que
acontece.

Presidente da Hering dá dicas para ter empresa de sucesso



Presidente da Hering dá dicas para ter empresa de sucesso
·         1
Tenha curiosidade
Estar sempre de olho nas novidades do mercado e querer conhecer mais sobre seu cliente e sobre suas necessidades são os primeiros passos para que pequenos empresários mantenham o sucesso do negócio ao longo de anos. O empresário tem de buscar informações, ver o que mercado está fazendo e o que o consumidor quer
·         2
Esteja aberto a mudanças
Para Fabio Hering, o executivo deve estar aberto a mudanças no setor em que atua para que não fique atrás dos novos concorrentes. "Não sou o criador da companhia, mas com satisfação digo que fui um dos responsáveis por recriá-la", comenta o presidente da empresa de roupas
·         3
Inove sempre
Repensar o negócio e descobrir como ele pode mudar para crescer é essencial. Quem trabalha com a fabricação de um produto, por exemplo, pode considerar a entrada no mercado varejista. Abrir franquias é outra forma de aumentar a força da marca e sua capacidade de atuação sem ter de fazer todo o investimento
·         4
Valorize a equipe
É fundamental que todos os funcionários envolvidos nas conquistas da empresa sejam reconhecidos, valorizados e estimulados a permanecerem na corporação. A valorização pode vir em forma de aumento salarial, de investimento na formação dos profissionais ou de oportunidades na empresa
·         5
Ouça outros profissionais
Quem está à frente de uma empresa é considerado o responsável pelo sucesso ou pelo fracasso do negócio. Apesar de a posição parecer solitária, as decisões não devem ser tomadas sozinho. Ouvir profissionais com expertise em suas áreas é algo primordial, aconselha Fabio Hering
·         6
Tenha paciência
Não tenha pressa para obtenção de resultados e lucro rápidos. "É preciso muita pesquisa, estudo de mercado, conhecimento de todo cenário e seus figurantes antes que cada passo seja dado. O segredo é esperar, pois prosperidade, maturidade e experiência vêm com o tempo", afirma
·         7
Diferencie-se
Ter um diferencial competitivo é fundamental para vencer a concorrência, aponta Fábio Hering. "Na sua área, você poderá encontrar onde se destacar, pode ser na novidade ou no atendimento ao cliente, por exemplo"
·         8
Aprenda com os erros e as dificuldades
O empreendedor precisa aprender com os erros, afinal nem todas as decisões são certeiras, muito menos definitivas. "Em mais de cem anos, a companhia enfrentou vários desafios, passou por vários 'Brasis'. Nós quase quebramos, mas isso enriqueceu nosso currículo e aumentou nossa persistência no negócio"
·         9
Preserve e tenha orgulho da sua história
Acreditar e gostar do seu trabalho é algo muito importante para o desenvolvimento pessoal e profissional de qualquer colaborador. Por isso, é essencial que conheça a história da empresa e que perceba que suas contribuições para os resultados da marca são valorizadas. "O empreendedor precisa se orgulhar da sua atuação"

Lição dos Golfinhos



Os golfinhos gostam de aprender. Quando crescem, se tornam professores. Transmitem suas habilidades aos filhotes.
Lição: Aprendemos quando crianças, mas depois de adultos, muitos param de aprender. Aprenda constantemente. Compartilhe o aprendizado. Seja um mentor.

Desde pequeninos, os golfinhos trabalham em equipe. Aprendem que é preciso trabalhar juntos á procura de alimentos e de proteção.
Lição: Trabalhar em equipe gera as melhores oportunidades de sobrevivência e sucesso. Devemos valorizar a equipe e comemorar o sucesso.