Os Fundamentos de um Bom Negócio

1. Sua maior matéria prima é o conhecimento.
2. Planeje antes de fazer.
3. Você não é o cliente!
4. Seus maiores capitais são o tempo e as pessoas.
5. Vender tem que ser sua maior competência.
6. Se você e seus colaboradores não acreditam, não espere que os clientes acreditem.

Hoje, encerramos esta série com mais quatro fundamentos. Claro que dez fundamentos não esgotam o tema. Elenquei estes porque considero que dentro do universo de princípios fundamentais para que se tenha um bom negócio, estes não podem ser esquecidos.

Fundamento 7: Nenhum negócio sobreviverá na ausência de um fluxo de caixa coerente.

A obsessão do empresário por lucro faz com que se esqueça de equacionar uma questão contábil básica: o fluxo de caixa. Se este controle fundamental não for devidamente empregado, você perderá muito dinheiro, mesmo tendo muito a receber e realizando excelentes lucros. Não existe saúde financeira para uma empresa que não tenha equacionado suas entradas e saídas ao longo do tempo. Na ausência de caixa as empresas vão a óbito!

Um erro comum em empreendedores individuais, micro e pequenas empresas é misturar finanças pessoais com as da pessoa jurídica. Usar recursos da empresa para comprar um carro novo, financiar as férias com dinheiro do caixa da empresa e outras coisas desta natureza sob a desculpa de distribuição de lucros é uma atitude perigosa. Aconselhe-se urgentemente com seu contador a respeito, ele é seu consultor e saberá orientá-lo.

Fundamento 8: Toda empresa que não cresce, desaparece.

As empresas morrem por comodismo. Acomodar-se em um dado patamar de sucesso é mais perigoso que enfrentar algum fracasso.
Lembre-se que em um mundo altamente competitivo, para andar para trás, basta ficar parado. Crescer não é uma opção, é uma condição!
Claro que o seu modelo de negócios pode compreender pequenas instalações, enxuto número de colaboradores, mas isso não significa que você pode optar por não crescer na qualidade de seus resultados, na conquista de clientes, etc. Neste mercado altamente competitivo, quem não cresce, desaparece!

Fundamento 9: Você não possui tudo que precisa para vencer dentro da própria empresa.

O maior capital de um empreendedor é a soma de seu conhecimento com sua atitude. Não possuímos todo o conhecimento para vencer em um mundo em constante mutação. É fundamental realizar parcerias externas e buscar conhecimento com profissionais, consultores e empresários fora da nossa própria empresa. Frequentar ambientes empreendedores, conversar com outros empresários, realizar visitas técnicas e buscar consultores, abrirá os horizontes e conduzirá a novas oportunidades. As maiores oportunidades de negócios são percebidas durante ou logo após uma conversa entre dois empreendedores!

Fundamento 10: Administre sua marca

A marca é para uma empresa o que a digital é para o ser humano, algo que a identifica de maneira única e inequívoca. Muitas empresas excelentes perdem mercado para outras com menor nível de excelência, mas com um marketing melhor e uma marca mais forte. Dedique-se a construir uma marca forte que conquiste aceitação, respeito e admiração no mercado. As pessoas devem ouvir falar da sua marca antes mesmo de fazer negócios com você. As notícias correm como o vento. Coloque o vento gerado por um bom marketing e uma comunicação adequada a seu favor.
Uma marca forte e bem administrada e um excelente modelo de negócios são os melhores investimentos que você pode realizar. Não descuide da sua marca, ela é mais que um nome ou logo. Ela é essência pela qual você é percebido pelo mercado!

Se Deus vive nos detalhes de sua criação, aproveitar suas bênçãos também significa cuidar dos detalhes. Cuide de sua empresa nos mínimos detalhes, eles lhe assegurarão as alegrias do amanhã. Bons negócios e até nosso próximo encontro!

Por Carlos Hilsdorf economista, pós-graduado em marketing pela FGV, consultor e pesquisador do comportamento humano. Considerado um dos melhores palestrantes do Brasil na atualidade