Tudo começou com um vestido azul!

Num bairro pobre da cidade morava uma garotinha linda. Sua mãe não era muito cuidadosa e a menina quase sempre aparecia suja na escola, com roupas velhas e maltratadas.

O professor olhava para a menina e pensava: “Como uma menina tão bonita pode ser assim, mal cuidada?“. Foi então que decidiu comprar um vestido novo para a menina. Passou na loja, viu um lindo vestido azul, comprou-o e deu-o de presente a ela que, de tanta alegria vestiu-o na mesma hora.

Quando a mãe viu a filha naquele lindo vestido azul, decidiu cuidar melhor da menina, e passou a lhe dar banho todos os dias, pentear seus cabelos, cortar suas unhas, e tudo mais.
No final da semana, o pai falou:

 Mulher, você não acha uma vergonha que nossa filha, sendo tão bonita e bem arrumada, more em um lugar como este, caindo aos pedaços? Que tal nós nos arrumarmos também e aproveitarmos para ajeitar a casa que precisa de consertos urgentes? Você cuida da parte de dentro da casa, e eu, nas horas vagas, vou pintar as paredes, consertar a cerca e plantar um jardim.

Em pouco tempo, a casa se destacava na vila pela beleza das flores que enchiam o jardim, e pelo cuidado em todos os detalhes. Os vizinhos ficaram envergonhados por morar em casas descuidadas e resolveram também arrumar as suas casas, plantar flores, e usar toda sua criatividade. Em pouco tempo, o bairro todo estava transformado.

Um homem, que acompanhava os esforços e as lutas daquela gente, foi até o prefeito e saiu da conversa com autorização para formar uma comissão para estudar os melhoramentos necessários ao bairro. A rua, de barro e lama, foi substituída por asfalto e calçadas de pedra. Os esgotos a céu aberto foram canalizados e o bairro ganhou ares de cidadania.

E tudo começou com um vestido azul!